Como começar a vender no marketplace

Somente no ano de 2020, o modelo de marketplace representou cerca de 80% de todo o dinheiro movimentado no comércio online. A população que antes não comprava pela internet, foi responsável por 40% do aumento de novos consumidores digitais. Com essa demanda, novas empresas ingressaram nesse mercado para vender mais e conquistar novos clientes.

Considerado a evolução do e-commerce, este formato se assemelha a uma vitrine online, uma plataforma onde diversas empresas podem divulgar e vender seus produtos, como se fosse um shopping virtual. 

Dessa forma os clientes têm acesso a muitos vendedores em uma única plataforma, a qual centraliza e faz a mediação dos pagamentos, entregas ou prestação de serviços. O formato hoje contempla os mais diversificados nichos de mercado, oferecendo uma grande variedade de produtos e serviços. 

Quer saber como vender seus produtos no marketplace, para ter maior visibilidade e alcance e aumentar sua rentabilidade? O Crescer com Elian traz mais informações para garantir o sucesso das vendas da sua loja.

O que é o Markeplace?

O marketplace é um site ou plataforma onde diversas empresas podem divulgar e vender seus produtos, de forma 100% virtual, em que é oferecida toda a estrutura necessária para receber os vendedores e compradores. 

Eles são os responsáveis pelo cadastro dos compradores, disposição, fotos e descrição dos produtos, até os métodos de pagamento e logística de entrega sem nenhum custo para colocar seus produtos à venda. As únicas taxas inclusas, chamadas de fee, são comissões quando a compra é finalizada, calculada devido à estrutura de serviços oferecida.

Vantagens dos marketplaces

Estar em um marketplace significa vender seus produtos em uma plataforma acessada por milhares de usuários e potenciais clientes todos os dias. Por isso, quem investe num marketplace tem baixo custo inicial, além de baixo investimento em mídia digital e alta rentabilidade. 

O custo operacional é bastante baixo. Basicamente, você utiliza uma plataforma pronta e só precisa gerenciar o processo de despacho dos produtos. Ou seja, despesas fixas e variáveis caem consideravelmente.

Com o ganho de visibilidade, e redução de despesas, você consegue também aumentar as suas oportunidades de negócio. A tendência é que você consiga vender mais usando um marketplace. 

As oportunidades de venda aumentam porque, além de tudo, o público dos marketplaces costuma ser diversificado. Mesmo apostando em um nicho específico, de negócio, você sempre terá um público que comprará seus produtos. 

Desafios de vender em marketplaces

Naturalmente, vender em marketplaces também possui algumas dificuldades, como a concorrência e administração dos pontos de venda.

A concorrência aumenta pois o marketplace possibilita que todas as lojas do mesmo segmento, de todo o Brasil, possam estar oferecendo os mesmos produtos que você. E o desafio aumenta quando além do marketplace, o vendedor precisa administrar outros canais de venda simultaneamente, como a própria loja física, ou e-commerce, redes sociais, WhatsApp.

A solução para esses desafios é ter uma equipe de marketing ou um planejamento estratégico bem elaborado que ajudem a administrar esses pontos negativos e sobressair diante da concorrência.

Como funciona o marketplace

Os clientes acessam a plataforma e têm acesso a milhares de vendedores de produtos ou prestadores de serviços. É nessa plataforma que eles encontram todas as informações que precisam e fazem a compra diretamente por ali. O vendedor recebe o comunicado da compra e já pode despachar o produto. Desta forma, os vendedores recebem o pagamento de acordo com o definido em contrato.

Dica: Uma boa estratégia é ter o marketplace para conquistar a clientela e depois, aos poucos, trazer ela para sua loja virtual ou física, para que você possa ter uma margem melhor de vendas.

Exemplos de Marketplace do varejo de moda no Brasil

Ficou encantado com esse modelo de negócio e tem interesse em começar a vender em um marketplace, mas não sabe qual? Listamos cinco portais do varejo brasileiro para você fazer a sua melhor escolha:

Americanas

Na Americanas Marketplace, a plataforma que possibilita que lojistas de todos os tamanhos e segmentos vendam na Americanas, a Americanas Empresas, o Submarino e o Shoptime.

Amazon

O maior canal de marketplace dos Estados Unidos chegou ao Brasil. A Amazon que iniciou as vendas na categoria de Livros, gradativamente, foi incluindo novas categorias no site e hoje vende também moda.

Zattini

Do Grupo Netshoes, a Zattini é um marketplace focado nas categorias de Moda, Beleza, Casa e Esporte, sendo o segundo maior canal de moda do Brasil.

Dafiti 

A Dafiti propõe novas maneiras de conectar você a novos clientes. Você pode chegar a milhões de usuários que compram online. Você pode vender a qualquer hora, de qualquer lugar. Tenha uma loja que nunca está fechada!

Facebook Marketplace

O Facebook Marketplace é um espaço na rede social onde os usuários podem fazer negócios entre si, e não tem custos para operar, além de ser focado no mercado C2C (um modelo de negócio no qual dois ou mais consumidores realizam transações diretamente).

Como começar a vender no marketplace

Vender em marketplaces é muito simples e fácil. Se você já tem uma loja virtual ou física, ou já conta com algum estoque de produtos, basta se cadastrar na plataforma de marketplace do seu interesse. 

Cada plataforma trabalha de uma forma, mas nenhuma tem políticas desmotivadoras para ingressar. Geralmente, ela irá solicitar alguns documentos e irá avaliar se você está apto a vender por meio dela.

Depois do cadastro, você assina um contrato e já pode começar a utilizar a plataforma para gerenciar suas vendas. Na maioria dos marketplaces, leva apenas alguns dias para que você comece a fazer negócios e vender. 

Resumindo: para começar a vender em um marketplace, basicamente você vai precisar:

  • Organizar a documentação
  • Fazer o credenciamento
  • Definir o mix de produtos e melhor precificação
  • Elaborar a descrição dos produtos
  • Personalizar a descrição dos produtos para a exigência de cada marketplace
  • Monitorar os resultados

Para vender mais

Vou contar um segredo: a venda não se faz sozinha! De nada adianta você estar plugado em uma plataforma se você não faz a gestão da sua conta e análise diária da performance.

Além disso, a escolha de um marketplace ideal depende de dois critérios: o primeiro é entender o seu nicho de produtos, o que quer vender e como vender. O segundo é analisar quais marketplaces têm sinergia com o seu produto. 

É importante também levar em conta quais taxas existem em cada plataforma para que a venda não seja só uma troca de figurinhas.

E você, ficou interessado em vender mais através desse modelo tendência nos negócios? Já teve alguma experiência com marketplace? Compartilhe com a gente!

Escrito por Luis Lohmann

Designer gráfico, há mais de 20 anos desenvolvendo sites institucionais, promocionais e de e-commerce B2C e B2B. Hoje focado em conectar tecnologia, marketing e vendas para alcançar o sucesso de empresas e clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *